segunda-feira, 15 de junho de 2009

PENSO, LOGO INSISTO, PORQUE SOU TEIMOSO

É sem problema quando alguém fala uma besteira, ouço e fico calado. Que bom se isso fosse verdade, é uma coceirinha danada no meu cérebro, coisa que não sei explicar, mas acontece. A minha teimosia é paralela com as pessoas que não pensam, aliás, este é o meu problema, pois penso demais, e antes não o fizesse. Toda a culpa é da minha visão e audição que transportam tal sentimento, se pelo menos eles ficassem quietos (mudos). Ainda bem que não perdi o meu paladar, que graças a isso consegui ganhar 30 (trinta) kg, mas já perdi.

A questão do pensar é subjetiva e singular, não podemos exigir que todos pensem do mesmo modo, mas que pelo menos tentem interpretar a realidade. Se nós conseguíssemos, pelo menos, entender o que se passa na cabeça do outro, já era meio caminho andado. E com isso não determinaríamos com leis, mas com o bom senso do papel de cada um na sociedade. Não quero culpar o capitalismo ou socialismo, e acho que tudo deve cair em cima do falso humanismo que se apregoam por ai, e principalmente nessa tal de sustentabilidade que alguns dizem, mas não fazem.

E no calcanhar de pessoas que se omitem e não assumem, incluo-me nessa, os problemas que são comuns a todos, que devemos atuar mais e falar menos. Precisamos urgente separar a retórica daqueles que acham que apenas suas ideias são soluções para todos os problemas, e que não colocam em debate tais questões. Portanto, lutem!, lutem!, lutem! e lutem! ... sem parar.


"Penso logo existo" - René Descartes

"O crescimento econômico é feito por realizações e não por divagações." - Marco Antonio de Araujo - Economista e Livre Pensador

Nenhum comentário:

Postar um comentário