quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Bolha imobiliária leva até 100 mil a viver em jaulas de cães na China

Habitações de 1,80 metro por 75 centímetros são alugadas por R$ 360.
Cada quarto tem cerca de 20 jaulas; fotógrafo britânico registrou a situação.


Do G1, em São Paulo

A bolha imobiliária na cidade de Hong Kong, com preços cada vez mais impraticáveis para parte da população, tem levado dezenas de milhares de chineses a morar em condições degradantes, como mostrou uma série de imagens feita pelo fotógrafo britânico Brian Cassey e publicada pelo "Daily Mail" nesta quarta-feira (11).

Mesmo sendo uma das cidades mais ricas do mundo, Hong Kong pode possuir cerca de 100 mil habitantes vivendo nessas condições, segundo as estimativas mais altas. As jaulas transformadas em habitações medem em torno de 1,80 metro por 75 cm. A altura varia, mas mas mesmo nas mais altas é difícil ficar em pé.

Segundo as informações do tabloide inglês, o aluguel médio de uma jaula fica em torno do equivalente a R$ 360 por mês. Cada quarto abriga cerca de 20 jaulas, emplilhadas em até três "andares".

Hong Kong tem uma das maiores concentrações de habitantes por área no mundo e, segundo o "Daily Mail", tem mais lojas da grife Louis Vuitton que Paris, o que reflete seu poder econômico.





Nenhum comentário:

Postar um comentário